O esporte facilita a disposição física

Ao se fazer um esporte, podem ocorrer fraturas em locais que exigem cuidado redobrado, áreas onde a lesão pode impedir movimentos intensos ou provocar sequelas graves. A clavícula, costelas, coluna vertebral e crânio são considerados áreas nobres. Vamos explicar cada uma destas fraturas.

Fratura de clavícula
Golpes diretos e bruscos na região do ombro podem causar fratura clavicular, o que é muito comum, principalmente em pessoas idosas, as quais, ao sofrerem queda ao praticar o esporte, buscam apoio no ombro. Normalmente a dor é intensa, impossibilitando a movimentação de ombro e braço, com aspecto de deformidade do tórax.

Fratura de costela
Golpes ou compressão no tórax podem provocar a fratura de um ou mais ossos da costela. Em algumas ocasiões pode ser grave, pois a costela fraturada pode romper a pele ou o tórax, causando ferimentos e hemoptise. A dor no local é intensa e aumenta com os movimentos respiratórios e palpação.

Como proceder?
Para que a costela ou fragmento ósseo não fira o tórax, mantenha a vítima deitada e em repouso absoluto. Se houver ferimento da pele ou do tórax, realize uma compressão e vedação do ferimento.

Fratura de mandíbula
Acidentes de automóveis geralmente provocam fraturas visíveis na mandíbula, às vezes com seu afundamento. A ação muscular sobre as extremidades causa desalinhamento das arcadas dentárias. A perda da função mandibular e dor ao movimentá-la indicam fratura.

Como proceder?

Faça bandagens com ataduras de gaze ou pedaço de pano.

Fratura do crânio
Um golpe violento ou traumatismo sobre a cabeça pode provocar fratura em alguns ossos externos da caixa craniana (calota craniana), ou ainda nas estruturas cranianas internas (base do crânio). Os traumatismos craniencefálicos podem ser graves, com liberação de partes do cérebro, sangue, substâncias cerebrais e liquor pelo ferimento.

Em casos de traumatismos craniencefálicos graves não devemos conter o sangramento, que geralmente é pequeno. Manipular a cavidade nasal ou auditiva nessa situação pode romper a lesão e provocar infecções graves.

De qualquer forma, uma melhora na disposição física pode ser percebida rapidamente ao se fazer os exercícios comuns do esporte em questão, seja o futebol, seja qualquer outro.